Project Description

Star Trails na Praia Vermelha, Urca, Rio de Janeiro

Copa pra quem?

Este entrave não parece ter desanimado nossos vizinhos “hermanos”. Aos milhares, eles foram chegando, pouco a pouco, dirigindo por quilômetros e dias, até a fronteira brasileira, e se espalhando por todas as cidades-sede onde sua amada seleção iria passar. No Rio de Janeiro, inicialmente a concentração foi na Praia de Copacabana, porém, após quinze dias de total desordem, a Prefeitura os removeu para o vazio espaço do Sambódromo, no Centro do Rio, que adormecia em silêncio. No grande templo do Samba, o Tango reinou por alguns dias.

Conforto? Essa palavra não foi conjugada nem traduzida por aqui. Carros antigos, caindo aos pedaços, trailers inabitáveis, ônibus despedaçados, motonetas, barracas e redes eram a moradia destes fanáticos que só queriam ver e sentir de perto o clima do Mundial. Alguns dirigiram das cidades próximas à fronteira brasileira, enquanto outros pegaram a estrada desde a Tierra del Fuego, distante 6.000km do Rio. De jovens barulhentos organizando uma típica parrillada no chão quente, a famílias com idosos, crianças e cães, via-se de um tudo naquele trecho da cidade onde o espanhol era a lingua oficial.

Os argentinos não ganharam a copa, mas certamente deram um baile.

*Em junho de 2015, o ensaio foi um dos selecionados pela curadoria da 6ª Mostra SP de Fotografia, que acontece anualmente nas galerias da Vila Madalena, SP. O ensaio foi projetado em grande formato na inauguração da Mostra. 

Click edit button to change this text.